segunda-feira, 5 de março de 2012

minha mãe


Esta foto de minha mãe foi feita com câmera bem ruim e iluminação totalmente inadequada. O resultado - do ponto de vista técnico - é sofrível como se vê, mas assim que a revelei soube que era uma foto definitiva; é um desses raros casos de arranjo do caos numa singularidade de límpida expressão: o aventalzinho xadrez, a posição de repouso em sua cadeira preferida de minha casa, a bruma em torno, tudo se compõe com a melancolia, a resignação e talvez a vaga ternura com que ela me olha, já então do fundo do tempo.

5 comentários:

  1. Linda esta foto, Ayde. Que saudades que me deu da tia.

    ResponderExcluir
  2. Ayde,
    essa foto é um gesto, um gesto de delicadeza que vence o tempo e presentifica o que foi mútuo amor. Faz bem na gente.
    Abraço amigo.

    ResponderExcluir
  3. linda1 que saudade... beijos Aydezita.

    ResponderExcluir